Fale Conosco 66 3410-2700

Notícias

CONSELHO DIRETOR E FISCAL

publicado em 22 de setembro de 2021

Chapa liderada pelo médico Sinésio Alvarenga vence as eleições na Santa Casa

A Santa Casa  de Rondonópolis realizou, nesta segunda-feira (20),  eleições para escolha da nova Diretoria e novo Conselho Fiscal. Incluindo os votos das duas urnas, a chapa liderada pelo Dr. Sinésio Alvarenga, que reúne parte da atual diretoria e um grupo de pessoas da sociedade que ingressam com a mesma visão, venceu o processo contra a chapa liderada pelo médico Pedro Luiz Carvalho e Silva por 122 votos a 76. Houve dois votos nulos. Em função da pandemia, esta nova gestão terá um mandato tampão, que vai apenas até março de 2022.

Após o resultado da votação, o diretor presidente eleito disse que deve dar sequência aos projetos, continuar buscando apoios e deve modernizar as estruturas física e institucional da Santa Casa Rondonópolis. Ele explica que, para concluir os investimentos na instituição, o apoio da sociedade e a união de todos ligados ao hospital serão de suma importância. Conforme ele, não é possível contar apenas com recursos públicos.

 “A Santa Casa precisa do apoio de todos. O que a Santa Casa recebe do Poder Público pelo trabalho prestado é insuficiente ainda para cobrir custos, não permite investimentos. Temos feito muitas coisas graças ao apoio financeiro da sociedade, dos empresários. É desse apoio que precisamos para continuar construindo e ampliando os serviços. Temos alguns projetos já em andamento como a construção da rampa até o sexto andar, a ampliação do serviço de oncologia, a melhoria do espaço da administração, do centro de imagens e também a construção de consultórios para o atendimento da população. Queremos colocar lá médicos de diversas especialidades pelo maior tempo possível”, disse ele.


Sinésio Alvarenga também defende uma reformulação do estatuto que rege o funcionamento da Santa Casa de Rondonópolis. O atual foi redigido em 2004 e é considerado um obstáculo ao crescimento da instituição. “O mais importante é uma reforma da estrutura jurídica do estatuto. Para dar segurança e para que a Santa Casa cresça, no futuro, sem interferências externas e para que ela possa cumprir seu papel social”, afirmou.